Miopia

Aquela havia sido uma longa tarde de verão europeu.

Porta di Rodin

Desistimos de ir até a Bélgica preferindo dedicar mais um pouco de tempo à França.  Em Paris os programas de todo turista de primeira viagem.   Louvre, D’Orsais, uma fantástica visita ao Rodin, que infelizmente não estivera no atelier naquele dia, torre Eifel e vários etc entre mais e menos votados.

Mas eu dizia que a tarde havia sido longa.  Saímos cedinho, livramo-nos daquelas intermináreis avenidas que circundeiam Paris e descemos por estradas secundárias pelo vale do Loire.  Interessantes paisagens do interior, cidades pequenas, pessoal simples conversando em cadeiras na porta das casas contrastando com os famosos castelos e igrejas.

Digitalizar0003 E assim, de uma atração à outra, vendo o céu tomar as tonalidades típicas do crepúsculo, seguíamos pelas estradas secundárias da França até chegar às auto-pistas.   Nossa próxima parada, um hotelzinho simples para passar a noite e, pela manhã, seguir para Barcelona.  O mesmo plano das torcidas do Ajax, do PSG, da seleção da Alemanha…todos a caminho das praias da Espanha e de Portugal.  Ficou dífícil encontrar vaga em hotel.  Em algum lugar sugeriram que procurássemos em Sete, uma cidadezinha próxima à auto pista. Aí já estava escuro de vez, o que pelos padrões europeus desta época do ano significa mais de dez da noite. No caminho de Sete os faróis contrários pareciam enormes bolas desfocadas.   Concluí que estava realmente cansado.

Estávamos mesmo.  O hotelzinho de Sete era uma coisa muito triste mas foi o que encontramos por um preço exorbitante pago adiantado.  Subimos ao quarto pela escada velhíssima acompanhando o gerente do hotel.  Ao sair ele apagou as luzes do corredor e das escadas.  Bastou trocarmos um olhar para concluir que era melhor na estrada do que naquela espelunca.  Descemos antes que o  tal gerente fosse dormir.  Pra minha surpresa recuperamos o que havíamos pago e pegamos de volta a tal estrada.  Os faróis contrários estavam maiores ainda.

Dormimos algumas horas no carro, em um posto de gasolina na estrada principal.  Nós e parte das citadas torcidas. Tinha trailler, barraca, tenda e outros arranjos pra tudo quanto era lado.  Valia de tudo pra descansar antes de seguir para as praias ensolaradas da Espanha.  Na manhã seguinte, energia apenas  parcialmente recuperada, seguimos para a terra de Gaudi.  Naquela tarde, muito bem instalados em um hotel 4 estrelas, tive uma dor de cabeça memorável.

DiGaudí

Batlló di Gaudí

Cerca de um mês depois, entretanto,  compreendi que os faróis enormes não eram exatamente do cansaço da longa e alegre jornada em terras francesas.  E mandei fazer os primeiros óculos da minha recém iniciada miopia.

Isso tudo aconteceu lá pelos idos de muitos anos atrás.  Hoje ostento quase inseparáveis multi-focais.

miopia

Fim de texto - Miopia

Anúncios

Tags: , , , , , ,

4 Respostas to “Miopia”

  1. Salete Says:

    Eu comecei a ter miopia muito cedo, aos 11 anos e carrego esse fardo comigo até hoje.
    Agora estou numa nova fase.
    Com a chegada da vista cansada a miopia diminuiu e mesmo com óculos multifocais não consigo ver de perto direito a não ser sem óculos.
    Estou na fase tira e põe, cadê meu óculos ?( pois não vejo de longe sem ele) põe e tira, ( cadê meu óculos) e por assim vai.
    Perco-o várias vezes ao dia e ele parece que possue asas pois vai parar nos lugares mais bizarros.
    Agora ele quebrou a haste de tanto põe e tira, e estou usando o reserva que era a quem eu recorria quando ele sumia.
    Droga de PVC.
    Quem disse que não envelhecíamos e sim entravamos na melhor idade, deve ter morrido antes dos 50….
    Estou adorando esse blog.
    Parabéns
    Salete

    • cariocadorio Says:

      Um blog, né Salete. Quem diria?
      A PVC não tem jeito mesmo mas para os óculos tenho uma sugestão: eles têm um reentrância que apoia sobre o nariz. Têm uma parte (na verdade duas) curvada que apoia sobre as orelhas. Apoie-os desta forma. Quase seguro as lentes estarão na frente dos olhos. Mantenha-os aí..é a melhor forma de saber sempre onde estão. Sabia que vc ia aparecer.

  2. Aventoe Says:

    Nem a minha miopia c/c vista cansada me impede de admirar, através dos meus complexos trifocais, as belas fotos. São suas? Diria que o Carioca do Rio está ficando internacional. Abraços!

  3. cariocadorio Says:

    Meu caro Aventoe.
    Na verdade são partes de fotos. Serem ou não minhas depende do ponto de vista. São minhas uma vez que estão todas guardadas em um velho álbum que me pertence. A foto da Casa Battló, diferente das demais, não passou pela minha câmera.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: