Aeroporto do Galeão

Torre de Controle

No maior aeroporto do Rio de Janeiro, chegar e partir são só dois lados da mesma anarquia. 

Você desce do táxi e já te esperam uns engraxates com um jeito estranho.  Entra rápido pra se sentir menos inseguro. No saguão do aeroporto, em pleno pré-verão do Rio, o ar condicionado funciona muito mal. Você logo nota que as reformas em andamento são uma maquiagem de segunda classe. Os novos “telões” sobre os postos de check-in são tão pequenos que não dá pra identificar a companhia aérea.  Você responde a uma série de perguntas idiotas da companhia aérea americana (só aqui, lá eles não fazem isso). Tudo bem, isso não é culpa da Infraero.  

Feito o check-in, vem a longuíssima fila pra passar na imigração.  Depois a fila pra passar no raio-x e finalmente você está do lado dos portões de embarque.  A escada rolante pro andar de cima não funciona. O calor continua… Azar seu que colocam três vôos internacionais em portões consecutivos, 11 ao 13.  Logo aqueles em reforma e espremidos ao lado do raio-x, enquanto do  5 ao 10 está tudo vazio.  Claro que não há espaço pra todo mundo e o calor aumenta mais ainda.  Você aguardou a sua vez e passou pelo gate. Responde novamente às perguntas idiotas e finalmente embarca com apenas 15 minutos de atraso.  Que maravilha, está tudo pronto para o vôo sair na hora marcada.  

O Comandante pede desculpa mas tem que esperar outro vôo. Depois diz que o seu avião é o sétimo da fila de decolagem e que tem ainda que esperar dois que estão aterrisando.  Com uma hora de atraso você está no ar.  

"Waiting For" (filas no aeroporto)

Mesmo que o trabalho ou as férias tenham sido ótimos sempre é bom voltar pra casa.  Tudo certo e você aterrisa  no Antonio Carlos Jobim.  Que sacanagem fazer isto com um cara que tanto fez pelo nosso orgulho-de-ser-brasileiro.  Graças a Deus todo mundo continua chamando de Galeão esse aeroporto medieval.   

Agora é hora de passar na imigração e depois lutar naquele espaço espremido para pegar as malas na esteira lentíssima. Parada básica no free shop, a única parte do aeroporto que parece reformada (por que será?), e você está pronto pra enfrentar a alfândega.  Só que o pessoal da alfândega resolveu trabalhar sério e … operação padrão.  Mais de uma hora na fila.

Você venceu, passou no verde levando o celular de $1350 com tecnologia do fala-escreve do George Orwel, só que em doze idiomas, mais o estado da arte em comunicação. Serve até como telefone.    Feliz da vida, você encara uma daquelas mulheres atraentes das empresas de táxi. Pode escolher qualquer uma porque o preço agora é tabelado. Isso mesmo, o rádio-taxi (branco) passou a cobrar o mesmo da antiga máfia do aeroporto (carros azuis e vinho). O mesmo assalto pra todos os “especiais”.  Na saída o carregador / cambista (isso até que melhorou) tenta te abordar, a rapaziada oferece um táxi e é melhor você se mandar logo.  Se não quis o táxi “especial” no preço tabelado você pode arriscar um amarelinho lá fora.  Mas aí já sabe, do lado de fora você está ainda mais exposto que do lado de dentro.   

Bem-vindo ao Rio de janeiro.   Tudo bem, pra Copa vai estar tudo resolvido e pras Olimpíadas melhor ainda.  Depois …    

Fotos: “Torre de Controle” by Bruno S. Lessa (Flickr, Creative Commons, 4/2/08); “Waiting For” by Santa Rosa (Flickr, Creative Commons, 24/9/05);

Anúncios

Tags: , , , , , , , , ,

12 Respostas to “Aeroporto do Galeão”

  1. Fernando Says:

    Meu amigo, precisas ver o Aeroprto de Buenos Aires, é bem pior e olha que Buenos Aires já foi a capital do Brasil, não é mais tá!

    SDS

    Fernando

    • cariocadorio Says:

      Fernando, mas é deste Galeão que nós partimos e chegamos, não no de Buenos Aires. Daí a minha idignação. Ainda bem que não é mais a capital. Valeu,
      Saudações Cariocas com 4 times na primeirona

  2. Roberto Says:

    Ainda outro dia lembrei a um amigo que o nome não é mais Galeão mas Tom Jobim. Pelo visto o errado sou eu…

  3. Celso Marino Says:

    Pois é companheiro, na segunda, 30/12, creio que nem ar condicionado tinha por lá, viu… um calor senegalês no salão de embarque do aeroporto que pretende ser um dos dez melhores do mundo, segundo pomposa placa informativa na chegada pra quem quiser ver. Vergonha total… o que pensam os gringos nessa hora, hein ? Pra quem conhece Frankfurt, Heathrow, Miami com sua ala super moderna, pra citar só alguns, sabe bem do que estamos falando. Nessa hora nosso orgulho de brasileiro fica ferido… mais uma ferida em seguida as muitas que sofremos no nosso dia-a-dia.
    Belo artigo. Acrescentaria apenas que as esteiras além de lentíssimas são curtíssimas, o que faz os passageiros se espremerem em meio aos carrinhos e malas, afinal, todo mundo quer se mandar logo dali !
    Abçs

    • cariocadorio Says:

      Celso, é impressionante quando a gente compara com outros lugares que são até muito mais movimentados. Dá tristeza mesmo. É muita desorganização e descaso. Ainda bem que não é o aeroporto que voa…
      Saudções cariocas

  4. Jesuino Says:

    Meu amigo!
    Você deu sorte de não precisar do estacionamento. Você é obrigado a parar no segundo andar e não tem elevador de acesso ao aeroporto. (viajei há dois meses atrás e em dezembro e todos os elevadores estavam parados). Como eu sou esperto com 30 anos de Lapa, deci pela escada com as minhas duas malas e uma mochila cheia de equipamento médico e encontrei um carrinho no primeiro andar. Entrei no aeroporto e todos os elevadores estavam parados. Como eu não ando em cadeira de rodas, peguei as malas do carrinho e carreguei os 35 Kg de equipamento pela escada rolante. Experimente usar o estacionamento, acho que dará uma crônica mais divertida.
    Bom te encontrar aqui

  5. cariocadorio Says:

    Jesu, não é de hoje que vc tem experiência com aeroportos e cias aéreas. Eu me lembro daquela sua viagem para Orlando de VASP!!
    Mas a idéia de não ter elevador é pra melhorar a forma física do passageiro, desde que ele sobreviva. Na dúvida, evitaremos o estacionamento.
    Abraço

  6. Antipatias Cariocas « Cariocadorio's Blog Says:

    […] Depois de uma viagem recente resolvi dar prioridade ao nosso aeroporto e fazer um artigo a parte.  Veja clicando aqui. Isso tá mais pra anarquia do que antipatia […]

  7. carlos alberto dias de campos Says:

    Gostava do antigo Galeão, parecia casas da Tijuca antiga, parecia o Tijuca Tenis Clube , sede antiga, aquele Galeão das Braniff,Panam, BOAC, Panair, Real-Aerovias, dos Super-Constellations, dos Comet-4, dos 707, Condorde, Caravelles………hã não havia escadas rolantes, flanelinhas, bandalhas, havia o Palheta , onde a turma da aviation se reunia, e a praia do Galeão em frente, limpida, tomava-se banho na hora do almoço , comia-se no Hellens “antigo” e de volta p/casa o 910,cheio de suburbanos banhistas”…..he tempo “bão”.

  8. Cariocadorio, Ano I « Cariocadorio's Blog Says:

    […] em Ipanema e Aeroporto do Galeão completam a lista de mais votados com mais de 370 […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: