Archive for 28 de março de 2010

Avenida Chile

28 de março de 2010

Av. Chile, 1963

A Avenida República do Chile, no centro do Rio, foi aberta em 1960 quando o morro de Santo Antônio foi arrasado.  Sobrou pouco do morro, somente alguma coisa no final dos Arcos da Lapa e, do outro lado da avenida, sob o Convento de Santo Antônio.   Na altura do Largo da Carioca, entre a Av. 13 de Maio e a Senador Dantas, ficava o Tabuleiro da Baiana (click aqui para uma ótima foto de 1959), um terminal de bondes muito movimentado. Lembro-me de chegar até ele no bonde que vinha de  Águas Férreas e  passava por Laranjeiras. 

Frequentemente acompanhava minha mãe nas compras na Rua da Carioca, Uruguaiana e outras.  Era comum fazer compras no Centro naquele Rio de Janeiro sem shopping centers. O passeio só ficava bom na hora do lanche na confeitaria Colombo ou na Manon. Onde mesmo ficava a confeitaria Manon?

Av. Chile, 1963, pro outro lado

Em uma dessas idas ao Centro da cidade, provavelmente pela novidade da avenida, minha mãe posou para as lentes de uma provável Olympus trip.  A  Avenida Chile ainda não tinha os edifícios que a transformariam em uma das mais modernas áreas do Rio de Janeiro.   Na primeira foto vê-se o edifício que hoje tem o restaurante Braserie Europa e o início da rampa do EDISE, o edifício sede da Petrobras que seria inaugurado somente 11 anos depois.  Na foto “pro outro lado” aparece ao fundo o Corcovado. Hoje veríamos a Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro.

Embora a missa de Natal de 1972 tenha sido celebrada no local por D.Eugênio Sales, foi somente em 15 de agosto de 1979 que a Catedral Metropolitana de São Sebastião foi oficialmente inaugurada.

Na foto de 1979 encontrada neste link (click aqui) , ambas construções já aparecem na Av. Chile, vista do Largo da Carioca. Em construção, à direita, o prédio do BNDES.  Além de serem vizinhos e construídos na mesma época, o que o prédio da Petrobras e a Catedral têm de comum?  Eu diria que o gosto duvidoso de suas arquiteturas. 

Um detalhe interessante da Av. Chile é que ela termina da Rua do Lavradio, uma rua estreita comparada às 4 pistas da Avenida. Tenho a impressão de que a idéia era levar a Av. Chile um pouco mais longe mas a grana para as desapropiações deve ter ficado pelo caminho. 

Fontes e sites para consulta: 
Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro: http://www.catedral.com.br/ 
Rio de Janeiro, sua história e seus encantos: http://www.marcillio.com/rio/encechil.html

Fotos: Av. Chile, (1963); Acervo pessoal Cariocadorio, proibida a reprodução sem autorização prévia.

Anúncios