Muito cacique…

No balanço divulgado na mídia foram apreendidas pelo menos 170 armas, 100 granadas ou bombas caseiras e 30 toneladas de drogas.  Morreram mais de 50 pessoas, quase todos marginais, e foram presos mais de 110 suspeitos.  Diferente de outras vezes, a operação policial em curso no complexo do Alemão surpreende pelo planejamento, cooperação das várias instituições envolvidas, pela execução e pela pouca margem para denúncia de abusos e crimes das forças do estado. 

Surpreende também a desorganização das tropas do chamado crime organizado, embora a grande maioria tenha escapado e continue por aí.  E não são poucos.

Mas o que causa maior surpresa ainda é a quantidade de “chefes” capturados. Pela forma como são apresentados pela polícia, parece que todo mundo que foi preso ou é chefe ou é gerente de alguma área.  Se não for exatamente assim, as autoridades precisam cuidado ao apresentar os suspeitos presos para não desacreditar o trabalho considerado histórico pela população.

Mas se tem mesmo tanto chefe, os caras precisam fazer uma reengenharia organizacional.  É muito cacique pra pouco índio.

Anúncios

Tags: , , , , ,

3 Respostas to “Muito cacique…”

  1. Valéria Says:

    Mesmo assim, ainda acho que tem muita coisa para ingles ver. Literalmente ou não

  2. maniacosporfilme Says:

    É, parece pior que estatal…

  3. Ricardo Galeno Says:

    Aquela região é muito grande tem que ter uma força de trabalho imensa!!!
    E além do mais todos estavam fugindo para lá!

    Agora uma coisa é engraçada, pouco dinheiro apreendido!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: