A gata Tai, vivendo perigosamente

Por mim não teríamos um segundo gato, ou uma segunda gata. Mas a Tai acabou ficando.  Expliquei isso quando falei da Tigue, em “Um dia um gato”.

No início a pequena era desconfiadíssima, mal dava pra chegar perto.  E hoje não é muito diferente. Depois cresceu e começou a entrar no cio, outro problema.  Para seguir o ritmo da vida, teve filhotes. 

Macho de qualquer raça é bobo mas persistente. O que veio cruzar com ela tomou muita  lanhada mas não desistiu.  Certo dia pegou ela de jeito e o resultado foram cinco filhotes parecidos com ele.

A Tai tratou bem dos filhotes mas logo que se livrou deles ficou abusada. Olhar pela janela ou através da grade da varanda tudo bem.  Agora, andar pelo lado de fora da grade, deitar por lá e ficar corujando passarinho já era um pouco demais. 

Eu, que já tomo remédio pra pressão alta, decidi que tinha que me livrar do problema.  O máximo que consegui foi que concordassem em colocar uma tela junto à grade.  Felizmente ela ainda não se interessou em escalar a tela e passar por cima da grade.

Fotos by Cariocadorio: Outubro de 2010 e Maio de 2011

Anúncios

Tags: ,

5 Respostas to “A gata Tai, vivendo perigosamente”

  1. Salete Says:

    A Tai ficou muito linda!!! E já é mamãe!!! Meu gato é muito parecido com ela porem ele é completamente vesgo. E isso da um charme todo especial do meu Gato Felix.
    Preciso colocar essa rede na janela da minha casa para poder abri-la sem que O Gato consiga sair e passear pela vila.
    Mas o verdadeiro prazer dele é ficar escondido em algum cantinho e dar um bote nos cachorros quando eles passam desavisados. É de rolar de rir ver aquele gatinho dando bote cheio de marra em cachorros que tem 5 vezes o tamanho dele.

  2. Valéria Says:

    Sorte sua. A primeira providência dos meliantes lá de casa foi roerem a tela. Pelo tipo de janela que tenho, pude colocar aquelas grossas de obras. Já procurei aquelas de aço, tela de galinheiro, alambrado, mas não consigo quem coloque. Um que consegui de outra gateira, cobrou um absurdo. Assim, vou vivendo com a maravilhosa engenharia que fiz. Pelo menos os amos e senhores da casa estão em segurança.

    Ah, sim. Castre a madame. Será melhor para ela se livrar do cio e evitar infecções no útero.

  3. Jeniffer Says:

    Rsrs… muito bom seu post, tenho 3 gatos, A Penny, Will e Flor, essa bem parecido com sua Tai porém, nas ousadias e “história de vida” a Penny tem suas semelhanças.
    Felizmente não moramos em apto mas meus “filhotes” vivem escalando muros e rodeando os telhados das casas vizinhas. Castrei os 3 e aconselho fazer o mesmo com seus.
    Mais uma vez, gostaria de parabenizar pela beleza de site, pela forma da escrita… adoro TUDO nele. Continue postando, sou leitora recente e já me apaixonei.

    • cariocadorio Says:

      Jenifer,
      Gatos que moram em casa têm mais liberdade mas deve ser mais difícil cuidar deles.
      Muito obrigado pela visita e incentivo.
      Em breve virão novos posts. preciso recarregar as baterias…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: