Rio Reveillon 2012: não há vagas

A celebração da passagem de ano é também chamada réveillon, termo oriundo do verbo francês réveiller, que em português significa “despertar”.

Pois bem, o Rio de Janeiro vai despertar em 2012 com menos vagas que em 2011.  Esta foi uma das medidas que a Prefeitura tomou para melhorar o trânsito em Copacabana.  Em datas como o Reveillon talvez não haja outra saída.

Mas o problema de estacionamento no Rio não se limita aos dias de festas.  É uma constante.    Tente ir à praia ou  jantar num restaurante de Botafogo mesmo numa terça-feira . Qualquer programa esbarra na dificuldade para estacionar.   A situação é muito pior para as pessoas que dependem do carro para se deslocar a trabalho diariamente.  Metro e ônibus não suprem as necessidades e táxis são muito caros.

Obviamente, o transporte coletivo tem que ser a prioridade. Mas isto não deve significar impedir a circulação dos carros na cidade. Um transporte coletivo eficiente, abrangente e seguro está longe de ser uma realidade.   Mesmo que o tenhamos algum dia, haverá situações onde o transporte individual será necessário.  Os BRTs, BRSs  (malditas siglas em inglês), VLTs eoutras medidas favorecerão certos bairros mas não são suficientes.  

É preciso aumentar o número de vagas disponíveis. A saída são  estacionamentos subterrâneos. Junto com estes, ou até mesmo antes destes, passagens subterrâneas para melhorar o fluxo de veículos, como em outras  grandes cidades.  Nos bairros estes estacionamentos devem beneficiar primeiro aos moradores, que teriam prioridade em adquirir ou alugar as vagas.  

O que não é inteligente é construir um estacionamento sem as respectivas passagens subterrâneas como foi feito na Av. Pres. Antonio Carlos, por exemplo.  Seria óbvio fazer a passagem subterrânea no cruzamento desta com a Alm. Barroso e Pres. Wilson.  Algo semelhante poderia ser feito no cruzamento da Rio Branco com a Pres. Vargas. 

Acesso ao estacionamento: Pres. Antônio Carlos x Alm. Barroso

Os grandes vilões do trânsito e da ordem são os estacionamentos irregulares que infestam o centro da cidade tornando intransitáveis ruas como São Bento, Acre e outras na região.  O mesmo se aplica a Copacabana, Ipanema e qualquer bairro onde os flanelinhas e agora os “Valets” se apossaram das ruas.

Construir estacionamentos associados a passagens subterrâneas e coibir  abusos permitiria ordenar o trânsito, servir ao cidadão e, junto com um razoável sistema de transporte coletivo, dar uma cara de primeiro mundo ao Rio de Janeiro. 

Foto obtida no site skyscrapercity.com.

Anúncios

Tags: , , , , , ,

6 Respostas to “Rio Reveillon 2012: não há vagas”

  1. maniacosporfilme Says:

    Não adianta fazer estacionamento subterrâneo e cobrar R$ 16,00 a hora.

    Todas as vagas na beira das praias, por exemplo, foram retiradas em um elitismo asqueroso dos nossos governantes. Sobre a Praça Tiradentes, eu escrevi outro dia. Até aos sábados, este cretino tirou inúmeras vagas na cidade (Rua da Assembléia, Av, Graça Aranha etc.) , em um dos maiores absurdos. Tente ir à Feira da Praça XV ás 8:00 h e encontrar vaga.

    O flanelinha oficial aumentou em pelo menos 100%, através da redução dos períodos para pelo menos a metade do tempo anterior.

    Este prefeito é um elitista, e infelizmente as alternativas para as próximas eleições são pavorosas e tudo indica que ele irá continuar a governar o seu feudo.

    E agora a Prefeitura irá faturar como nunca, com a não-obrigatoriedade de informar a localização dos radares.

  2. maniacosporfilme Says:

    Antes de derrubar a Perimetral, o dinheiro a ser investido em um túnel de 5 km seria muito melhor aplicado em passagens subterrâneas (“mergulhão”) nos cruzamentos da Presidente Vargas com o Campo de Santana e Rua de Santana, além do citado com a Av. Rio Branco.

    Estender o alcance do metrô para novos bairros sem comprar novos trens transformou este outrora maravilhoso meio de transporte coletivo em “lata de sardinha” digna da Supervia.

    Nós pagamos por todas as obras (caríssimas), vimos o Palácio Monroe ser demolido e algum oportunista passa a “administrar” o meio de transporte sem fazer o menor investimento. Eu não consigo entender este sistema de privatização.

    A propósito, como vai a Cidade da Música do Cesar Maia, mais um exemplo de desperdício de dinheiro público.

  3. valéria Says:

    Olá João Carlos
    Sumi mas não esqueci os amigos. Fiquei de dar uma passada aqui no Natal só que o tempo foi curto para sentar no micro de casa. Vejo os emails de atualização do blog.Pena que Furnas tenha bloqueado todos os acessos. Sempre dava uma tempinho. Em casa é impossível. Espero de o Natal tenha sido de muita festa paz e harmonia. Desejo que o Ano Novo venha com saúde e realizações.
    De minha parte, acho que será de poucos artesanatos e muita cantoria. Pode estar certo que o convite virá para assistir o show

    Um grande abraço para você e toda família

  4. Ricardo Galeno Says:

    João,

    Passando aqui para Desejar Um Ano Novo repleto de paz, saúde, alegrias e grandes realizações!!
    Que o Carioca do Rio post mais e mais assuntos da nossa cidade do Rio de Janeiro.

    Obs.: Por que seu site fica fora do ar várias vezes ao dia?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: