O trem de Ibicuí

Myrthes no trem de Ibicuí (1953)

Havia duas maneiras de se chegar a Ibicuí, a paradisíaca praia no litoral sul fluminense.  De carro, pela rodovia RJ-14, desde que não chovesse muito forte porque boa parte era de terra; ou de trem, pela Central do Brasil no ramal de Mangaratiba. Aquele trem tinha um charme todo especial.  Eu mal havia me livrado das fraldas quando o conheci e ele não durou muito tempo depois disso.  Ainda assim, os poucos flashes de memória daquele tempo me levam ao interior do trem e da estação de Ibicuí.  Muito mais vezes cruzei de carro os trilhos junto à estação. 

A estação de Ibicuí (circa 1955)

Atualmente só passam por Ibicuí enormes composições levando minério para o porto.  Alíás, cada vez menos passageiros andam de trem em todo o Brasil.  Conseguimos, pouco a pouco, eliminar o transporte ferroviário de passageiros da nossa matriz de transportes. Triste.  
Mas aqui a intenção é apenas lembrar do trem de Ibicuí. A estação continua por lá, mais ou menos como há 50 anos atrás. É bom lembrar de um tempo em que só os outros tinham problemas e nem disso a gente sabia.
A foto abaixo é do ângulo inverso à da estação.  Lá no fundo dá pra ver o trem na estação.

O trem na estação de Ibicuí (circa 1955)

Fotos: arquivo pessoal Cariocadorio.  Proibida a reprodução sem autorização prévia.
Notas:  
Ótimas fotos antigas de Ibicuí no site:
http://www.ibicuifotos.blogspot.com/
Cariocadorio sobre Ibicuí:
https://cariocadorio.wordpress.com/category/ibicui/

Anúncios

Tags: , , , , , ,

8 Respostas to “O trem de Ibicuí”

  1. PAULO CESAR LARA DE JESUS Says:

    Cariocadorio. Parabéns pelas lindas fotos de Ibicuí, vistas fantásticas, verdadeiras relíquias.
    Obrigado pela nota de recomendação ao meu blog.
    Valeu, tudo de bom.
    Paulo Lara

  2. Rita Says:

    Boa noite João,

    Você me fez voltar aos meus tempos de menina, quando meu pai era ferroviário e trabalhava na RFFSA. Aliás, ele trabalhou como ferroviário durante 42 anos, nos primeiros anos na antiga EFG (Estrada de Ferro Goiás) posteriormente RFFSA.

    Equilibrei muitas vezes nos trilhos da Rede Ferroviária e fiz pequenas viagens de trole com meu pai. Tenho sempre a sensação de que BH é muiiiiiiiito longe, porque a minha primeira viagem foi de trem, junto com meu pai, aos 16 anos, levamos quase uma semana chacoalhando… rsrs

    Na minha cidade ainda tem os restos da RFFSA, que foram abandonados apodrecendo, mas uma parte foi tombada pelo patrimônio público. Os prédios das oficinas estão restaurados e lá está a sala onde meu pai trabalhou. A antiga Estação Ferroviária também está restaurada e linda. É um dos monumentos que fazem parte da abertura do programa do Jô. E um dos prédios antigos mais bonitos de MG. Um dia vou postar uma foto.

    Um abração para você.

  3. Luiz D´ Says:

    Tomei este trem com alguns amigos, desembarcamos em Ibicui e caminhamos até Saí. Numa praia chamada, se não me engano, Praia Brava armamos nossa barraca e passamos quase uma semana sem praticamente ver ninguém. Foi nos anos 60. E qualquer dia posto umas fotos desta “aventura”.
    Imaginem se isto seria possível nos dias de hoje…

  4. Thelma Pacheco Says:

    Muito legais as fotos de Ibicuí.
    Dona Myrthes “mandando bem”, muito charmosa!
    Acho que ela também gostaria muito de ver este “post”.

  5. Leila Rodrigues Says:

    Tenho diversas fotos de Ibicuí. Adoro esse lugar.

  6. Aventoe Says:

    Um lugar lindo que trás boas lembranças dos agradáveis bailes de Carnaval do Iate Clube de Ibicuí, que frequentei durante vários anos na adolescência. Bela matéria!

  7. Joel Rocha Says:

    Meu amigo, as lembranças deste lugar me emocionam. Meu avós com certeza todos que frequentaram Ibicuí conheceram. Eu sou neto do Seu Batalha, dono da antiga venda antes da estação, colada à casa do Seu Milton, frequentada por diversos artistas. A venda ficava à esquerda de quem ia chegando na estação. Quantas vezes meu avô Benedito -ou Seu Batalha – corria atras de mim gritando para que eu saísse da estação … O lugar também é muito especial, pois foi em Ibicuí que meus pais se conheceram. Um grande abraço aos amigos.
    Joel Rocha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: