Igreja de São Francisco da Prainha

Junto à rua Sacadura Cabral, no alto de uma escadaria de pedra que sobe o Morro da Conceição, encontra-se a capela de São Francisco da Prainha.  O templo foi erguido em princípios do século XVIII, época em que o mar banhava as proximidades das faldas do morro. 

A Igreja e as obras na Sacadura Cabral

A Igreja e as obras na Sacadura Cabral

As recentes obras de modernização da zona portuária, o projeto Porto Maravilha, expuseram o cais de pedra construído no século XIX. 

O antigo cais sob a calçamento da rua

As pedras do antigo cais

Junto com ela foram encontrados canhões de origem inglesa e outras peças da época.  Falamos, portanto, de descobertas interessantíssimas para a arqueologia tão pouco explorada do Rio de Janeiro.  Um acervo riquíssimo, ali mesmo, discponível para ilustrar a história da Cidade.

Ao mesmo tempo reformas são feitas no Palacete D.João VI e no prédio da antiga Rodoviária na Praça Mauá. Em conjunto, os prédios formarão o Museu de Artes do Rio (MAR).  Na mesma região, no Pier Mauá, constrói-se o Museu do Amanhã, projeto do arquiteto da moda, o espanhol Calatrava. 

A igreja, os dois museus e o terminal de cruzeiros encontram-se em um raio de cem metros da Praça Mauá.  São cinco minutos de caminhada entre eles.  A região, apenas uma pequena parte do formidável projeto do Porto Maravilha, tem um enorme potencial turístico. 

Obras do MAR e do Museu do Amanhã

Obras do MAR e do Museu do Amanhã

Findadas as Olimpíadas de 2016, teremos aí um formidável legado para o Rio de Janeiro.  O que acontecerá com tudo isso alguns anos depois, porém, é o que me preocupa. Somos muito bons em investir fortunas para construir prédios e monumentos mas muito ruins quando se trata de cuidar deles. As diversas arenas esportivas dos fatídicos Jogos Panamericanos e a sinfonia inacabada da Cidade da Música estão aí para provar. 

O exemplo deste momento, entretanto, é a situação da igreja de quase trezentos anos que dá título a este artigo.   Museu algum poderá rivalizar em importância histórica com esta construção que hoje está  em ruínas. As fotos ilustram melhor do que qualquer descrição.  Triste.

Igreja de São Francisco da Prainha

Fotos by Cariocadorio, Março de 2012.

Anúncios

Tags: , , , , , , , , ,

8 Respostas to “Igreja de São Francisco da Prainha”

  1. Luiz D´ Says:

    E eu nunca fui aí, para conhecer detalhadamente esta região. Uma falha minha enorme.

  2. maniacosporfilme Says:

    Pois não perdeu nada. A região até hoje é pavorosa!

    • cariocadorio Says:

      Devo discordar de você desta vez, meu caro Maníacoporfilme. A região é mal tratada desde sempre mas é importantíssima historicamente para o Rio de Janeiro.

      • maniacosporfilme Says:

        Concordo que seja historicamente importante. Mas para ser visitada em um passeio, não há condições até hoje e a minha resposta foi neste sentido. Eu nunca traria um amigo turista para visitar aquela região. O Rio tem outros locais históricos mais seguros e limpos.

        Aquela área é bastante perigosa, imunda e com uma frequência perigosa, apesar de haver moradores de bem como em várias outras comunidades.

        Há alguns anos, um conhecido quis fotografar a região daquela ladeira e teve problemas com os bandidos, que acharam que ele era da polícia. Dificilmente alguma senhora caminha pela região depois das 19:00 h, devido a frequência de prostitutas e mendigos. Até hoje na Venezuela, em frente a Polícia Federal, tem gente morando na calçada.

        Este foi o sentido da minha resposta. Pode ser que futuramente com as obras, a região tenha um “upgrade” (tomara).

  3. fernando Says:

    O mais incrível que esta Igreja é a prova do que disse o Pedro Vaz de Caminha, ou seja: ” Neste terra em tudo se plantando dá”. O telhado da Igreja firou um pasto, como tem capim.

  4. Celso Marino Says:

    Também havia observado a degradação da igreja… um espanto ! O descaso com a nossa história é realmente lamentável e infelizmente a população também nao ajuda em muitos casos. Cito o exemplo do recém restaurado monumento a Osório na Praça XV, belíssimo e revigorado em toda sua plenitude até o carnaval quando perdeu a espada mais uma vez. Continua lá com a mao em riste empunhando uma espada… fantasma !

  5. Altamiro Vilhena Says:

    O Rio é fantástico e repleto de lugares lindos. Se as autoridades ajudarem um pouco, o que é bom fica ainda melhor e a cidade maravilhosa fica ainda mais.
    Como vizinho do “outro lado da poça”, este é um dos lugares que não conheço e que espero poder visitar, em que pese o descaso pelo qual o local passa.
    Parabéns pelo post e pelo blog!

    • cariocadorio Says:

      Altamiro,
      O problema é que as autoriadas querem fazer algo novo e não cuidam do que já está aí. É uma lógica perversa quando a intenção maior não é cuidar da cidade mas da próxima eleição.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: