O guarda no meio do caminho

O artigo “Malditos Tachões” (aqui) pretendia chamar a atenção para os perigosos tachões que dividem as pistas seletivas de ônibus na Av. Pres. Vargas, na Av. Rio Branco e outras vias do Rio de Janeiro. Os tachões danificam a suspensão do veículo, estouram pneus, quebram rodas e derrubam motociclistas.   Os cones, invariavelmente deitados no chão, também são perigosos.

Entre carros e ônibus

Entre carros e ônibus

A ojeriza (justa, aliás) que o motorista de carros tem a motociclistas, motoboys em particular, dividiu o foco. Volto, então, ao tema para ressaltar a preocupação com o guarda de trânsito que fica no meio da avenida. Este trabalhador fica apitando, gesticulando e se desviando dos veículos que passam junto a ele, correndo alto risco de um acidente grave. Independente de alguém achar que isso melhora o tráfego, não vale a pena dar chance ao azar. 

Se acontecer uma tragédia, quem será o culpado? O motorista, o próprio guarda ou quem mandou ele ficar ali no meio da rua?  Parece óbvia a resposta. E se a decisão de ali ficar é do próprio guarda, a culpa é de quem não o orientou para não fazê-lo.

Já convivemos com lavadores de pára-brisa, pedintes, vendedores de todos os tipos, jornaleiros (veja aqui) e problemas demais nas caóticas ruas da cidade. Não precisamos que os responsáveis pelo trânsito acrescentem mais alguns. A prefeitura já anunciou a retirada dos tachões.  Que tal tirar o guarda do meio do caminho?

Fotos by cariocadorio: Av. Rio branco, abril de 2012

Anúncios

Tags: , , , , ,

9 Respostas to “O guarda no meio do caminho”

  1. maniacosporfilme Says:

    Que tal tirar o guarda e os tachões do meio do caminho e colocar o prefeito e sua equipe de coordenação trânsito no lugar?

  2. Turú da Silva Says:

    Que tal orientar o guarda para ficar em cima do tachão?

  3. Turú da Silva Says:

    Que alemão é esse, cara-pálida?

  4. clvd Says:

    Tenho admirado o seu blog e me animei em fazer um também.
    Pode mandar para miim o seu emaiI? O meu, que você encontra no fotolog Terra.

  5. clvd Says:

    O endereço do Blog é:
    http://clvrad.wordpress.com/

  6. Rita Says:

    Ôi João, estava aqui lendo o seu texto sobre o tachões e o motoboy. Não sei o que são tachões, mas fiquei com raiva deles e do rapaz tive pena. Motoqueiros são muito ousados e muitos acidentes são causados por imprudência deles, mas já vi um deles sofrer um acidente e chorar muito então fiquei com pena do rapaz, debaixo de chuva, no meio da avenida chorando que nem criança.

    Na maioria das vezes é sua única oportunidade de sustentar sua família.

    Você escreve muitíssimo bem. Já lhe disse isto?

    • cariocadorio Says:

      Oi Rita,

      Os tachões aparecem na primeira foto do post “Malditos tachões”. São estas coisas no chão que no caso são muito altos e por isso furam pneus, quebram rodas e derrubam motociclistas.
      Muito obrigado pela força.
      Saudações cariocas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: