Archive for abril \18\UTC 2013

O colesterol e a qualidade de vida

18 de abril de 2013

111230 hermestrismegistus1

O Dr. Júlio analisou minuciosamente os resultados do check-up anual do paciente e procedeu aos exames clínicos com a tranquilidade habitual.  Marcello Senna já estava acostumado com esta rotina e também com o discurso que viria a seguir. Desta vez, porém, o seu médico e amigo de longa data resolveu se estender um pouco mais. 

Estava claro que o Marcello não seguia suas recomendações de fazer exercícios regularmente, melhorar a alimentação, beber menos e dormir mais.  Por isso seus resultados de percentual de gordura, peso, colesterol e outros haviam progredido de mais-ou-menos-meio-ruim para desastre-total em poucos anos.  

Por mais de uma hora Julinho pacientemente doutrinou seu paciente com conceitos de medicina, estatística, mecânica dos fluidos e o escambal. Explicou que pessoas com percentual de gordura mais alto têm mais probabilidade de fazer derrames, infartos e outras doenças cardio vasculares como seria óbvio prever.  Pior, também morrem mais cedo por conta de outras doenças que nada têm a ver com isso.  Questão de estatística.  Ao concluir disse ao Marcello que se ele viver mais uns dez anos isto não faz muita diferença mas se tiver que ir além… 

Pela primeira vez Marcello Senna pareceu dar importância ao assunto.  Como havia chegado a tal ponto?
Lembrou dos cursos no Crosby College em Chicago no início dos anos 90 com aquela baboseira de qualidade total, a moda pós-reengenharia. Prometiam que seriam mapeados os processos, analisadas as interfaces e eliminadas as ineficiências, sobrando assim mais tempo para o lazer, a família e a saúde. Bullshit, como se diz por lá. 
Implementada a qualidade total eliminaram-se ineficiências, é verdade, porém mais rápido ainda cortaram-se cabeças. O trabalho só aumentou desde então.  Logo vieram os e-mails, os celulares, os blackberrys, video conferências e outros truques para facilitar a vida que só nos tornaram mais escravos do trabalho.   E cadê tempo para acabar com o sobrepeso, o LDL e os triglicerídios do mal? 

Havia, porém, duas máximas do guru Philip Crosby que Marcello considerava verdades incontestáveis.

  • “Insanidade é continuar fazendo tudo igual que dantes e achar que o próximo resultado será diferente”.
  • “Pode ser tarde demais para querer mudar depois que alguma coisa grave (um enfarto, por exemplo) acontece”.  

O tal do Crosby e o Dr. Julinho finalmente o convenceram a tomar uma atitude.  Era isso, qualidade total, de vida!
Naquele mesmo momento Marcello Senna decidiu solenemente que em algum ano desses entrará para uma academia perto de casa e que fará exercícios três vezes por semana na volta do escritório, sempre que der tempo.

Foto: “Hermes Trimegistus” capturada na internet.