Posts Tagged ‘metro do Rio’

Obras do metro, 1976

14 de março de 2012
Obras do metro na Rua Paissandu, Nov. 1976

Obras do metro na Rua Paissandu, Nov. 1976

Estas fotografias retratam a Rua Paissandu na época da obras do metro. Estão associadas ao posts do “Saudades do Rio” e do “Foi um Rio que passou” que contam a história do Rio de Janeiro através de fotos e textos.  Vejam nos seguintes links:
http://fotolog.terra.com.br/luizd:2899
http://www.rioquepassou.com.br/2012/03/14/pas-de-prolongamento-da-r-martins-ribeiro/

Olhando para o outro lado

Olhando na direção do Largo do Machado

No local das obras retratadas na primeira foto, atualmente está o início da  Av. Paulo VI.  Esta seria a continuação da Martins Ribeiro que vemos na foto seguinte caso os prédios do Colégio Coração Eucarístico não existissem. Detalhes deste projeto e divertidas discussões de quem tentava identificar o local da foto encontram-se nos links acima.

 Fotos by Cariocadorio; Rua Paissandu, Nov. 1976

Anúncios

De Botafogo a Bucareste

20 de março de 2010

A Romênia nos remete a histórias de vampiros e castelos.  Terra de ciganos e de Nadia Comanecci que encantou o mundo com sua graça e perfeição de ginasta.  Na Copa de 70 a Romênia entrou no mapa dos brasileiros quando Dimitresco e sua turma chegaram a assustar com um bom futebol.

Pois foi neste país dos bálcans que o Metrô do Rio resolveu fazer o treinamento dos seus operadores de tráfego.  As empresas de metrô de Londres, Paris e Buenos Aires também apresentaram propostas mas parece que a das Forças Armadas da Romênia era mais em conta.  Como se pode observar neste video espanhol, eles são especialistas em logística.

Isso explica um pouco porque o trem da linha 1 foi parar na linha 2. Como se já não bastassem os constantes desacertos desde que foi implantada a gambiarra alternativa para ligar a Pavana a Botafogo.   Mas tudo bem, eles já crucificaram o operador de tráfego responsável e o estão enviando para um centro de reabilitação. Onde será desta vez?

Da Pavuna a Ipanema

27 de dezembro de 2009

     

Ligação Direta

Finalmente uma obra de porte no Rio de Janeiro.  Há muito tempo não se via uma dessas.   Quer dizer que o momento é para se parabenizar o Estado, não é?  Infelizmente não.  A linha elevada do metrô ao longo da Radial Oeste e da Praça da Bandeira até que ficou imponente.  Mas precisava esse monstrengo de viaduto na entrada da Rua Francisco Bicalho?      

Além de tudo ainda iluminam de noite como se fosse uma obra de arte.   Do ponto de vista de engenharia, não encontro justificativas para este monstro.  Muito menos  do ponto de vista arquitetônico.  Fica a impressão de que o governo quis fazer mais uma obra para aparecer.  Como tudo que se faz atualmente, o importante não é o resultado prático, o benefício para a população ou a beleza da cidade.  O objetivo é capitalizar em cima do que se está fazendo.  Por isso é que saneamento básico perde para iluminação, fazer hospital é melhor do que colocar médicos para atender e as escolas que se constróem não têm professores ou merenda.  O negócio é aparecer.     

Além disso os especialistas dizem que é uma obra pela metade.  O projeto original considerava uma passagem em dois níveis no Estácio seguindo até o Largo da Carioca.  A nova linha utiliza os mesmos trilhos existentes. O resultado é um aumento no tempo entre trens de cada linha e uma capacidade muito menor que o projeto original.      

Pra que tudo isso?

O início de operação está sendo bastante tumultuado mostrando que, no mínimo, o planejamento foi mal feito. Só nos resta torcer para que seja apenas uma questão de ajustes para que tudo dê certo.     

Que em 2010 o metrô “Da Pavuna a Ipanema”  faça a população do Rio tão feliz quanto nos fez  o Tim Maia  “Do Leme ao Pontal”.    

 Fotos by Cariocadorio: Ligação Direta; Truss; Pra que tudo isso?  (24/12/2009)