Posts Tagged ‘segurança’

Muito cacique…

1 de dezembro de 2010

No balanço divulgado na mídia foram apreendidas pelo menos 170 armas, 100 granadas ou bombas caseiras e 30 toneladas de drogas.  Morreram mais de 50 pessoas, quase todos marginais, e foram presos mais de 110 suspeitos.  Diferente de outras vezes, a operação policial em curso no complexo do Alemão surpreende pelo planejamento, cooperação das várias instituições envolvidas, pela execução e pela pouca margem para denúncia de abusos e crimes das forças do estado. 

Surpreende também a desorganização das tropas do chamado crime organizado, embora a grande maioria tenha escapado e continue por aí.  E não são poucos.

Mas o que causa maior surpresa ainda é a quantidade de “chefes” capturados. Pela forma como são apresentados pela polícia, parece que todo mundo que foi preso ou é chefe ou é gerente de alguma área.  Se não for exatamente assim, as autoridades precisam cuidado ao apresentar os suspeitos presos para não desacreditar o trabalho considerado histórico pela população.

Mas se tem mesmo tanto chefe, os caras precisam fazer uma reengenharia organizacional.  É muito cacique pra pouco índio.

Desordem carioca

21 de novembro de 2010
 

Rua Senador Vergueiro - distribuição de jornais

Não bastassem os tradicionais vendedores de balas, chocolates, biscoito Globo, água mineral e os infames lavadores de pára-brisa, agora temos os vendedores de jornais.  Digo vendedores porque trata-se de um negócio, embora os jornais sejam entregues gratuitamente.  Dois jornais concorrem por este mercado.

A economia por décadas decadente, a falta de empregos e a eterna tolerância das autoridades do estado criaram uma economia de esquina e engarramento difícil de reverter em pouco tempo. É igualmente conhecido o perigo para a segurança que são estes lavadores de pára-brisa cuja atividade não se consegue coibir.

O que se vê agora é uma atividade formal sendo permitida nas ruas do Rio. Os distribuidores de jornais, uniformizados e patrocinados, ocupam as esquinas retardando o tráfego e causando perigo inclusive para eles próprios.  Se a moda pega, em breve teremos todos os tipos de promoções nos sinais trânsito aumentando a insegurança e tornando o ir e vir ainda mais caótico.

Não se pode admitir a institucionalização da desordem. Este mal pode ser cortado pela raiz. É  imperativo acabar com a distribuição se jornais no trânsito carioca.

Barão do Flamengo x Praia do Flamengo

Fotos by Cariocadorio (Nov. 2010)