Posts Tagged ‘sentimento’

Árvore de Natal da Lagoa

20 de dezembro de 2009

Queria mandar uma mensagem de Natal com uma imagem da árvore da lagoa. Tive preguiça de andar até lá mas fiquei na dúvida se valia a pena ir de carro.  Sabe como é, o trânsito fica horrível por causa da árvore. 

Estacionei fácil a uma certa distãncia como planejado. Sem problemas andei pela “ciclovia” onde conheço bem as distâncias, os buracos e as árvores de onde os mergulhões cospem na gente.  A medida que eu andava ia aumentando o número de pessoas.  De todos os tipos, de todos os lugares, de todas as torcidas.  Tinha vascaíno, criança, adulto , barraca de milho verde, flamenguistas vários, camisa do botafogo, casais de namorados, casais casados ou não, torcedor do fluminense, de outros menos votados (até do Remo de Belém, afinal foi lá que Jesus nasceu), espada florescente, meninas brejeiras, tapioca recheada, camarada sarado, pipoqueiro, senhoras idosas…  Alguém disse que era hora de voltar pra casa e outro comentou o longo caminho até São Gonçalo. O trânsito, apesar de lento, fluía bem.  Os flanelinhas, antipáticos personagens urbano-cariocas, atuavam livremente mas longe da curva do calombo, a zona do agrião da árvore de Natal.   

Todos queriam uma imagem com a árvore.  Câmeras, celulares, flashes pra todo lado.  Pensei como ficariam desapontados com as fotos tremidas, com as pessoas sem a árvore ou a árvore sem as pessoas.  Composição difícil esta.    Vi todas as nuances da iluminação e tirei as fotos que quis.  Este ano a árvore está particularmente bonita.  Só lamento que não consigam fazer com que fique bonita de dia também.  Com a missão cumprida mas convencido que o melhor era pegar uma  foto na internet comecei a voltar.  

Tinha muita gente chegando, de todos os tipos, tamanhos e medidas mas com o mesmo ar de frequentador apenas casual da lagoa. Certa vez correndo por ali escutei um vendedor de qualquer coisa dizer pro outro:  “esse pessoal daqui não gosta da gente não”.  Era verdade, embora não fosse nada pessoal… aquele movimento todo na pistinha estreita, sem dúvida, atrapalha o exercício e perturba o cotidiano.  E tem o engarrafamento e a sujeira que fica pro dia seguinte…que chatice ficarem invadindo a nossa praia.  Há alguns anos penso no incômodo que causa essa árvore de Natal da lagoa. 

Penso também no que mais uma vez vi nesta noite de sábado.  Uma festa que custa quase nada pra tanta gente e transmite bem o sentimento desta época do ano.  Nesta noite, como todos os anos, vi alegria e paz nos rostos das pessoas que foram apreciar a árvore.  O tal incômodo não é nada comparado à felicidade de tantos.  Afinal de contas,  é Natal!!!

 Fotos:  Árvore de Natal da Lagoa (by Guto Costa);  Árvore de dia (19/12/09, by Cariocadorio); Feliz 2010 (19/12/09, by Cariocadorio) 

Anúncios