Archive for janeiro \26\UTC 2014

Tchau, Tchau, Perimetral

26 de janeiro de 2014

O Cariocadorio começou na Praça Mauá, com o Porto Maravilha e com o anúncio do fim  da Perimetral.  Desde 2009 me manifesto contra a derrubada da Perimetral (clique aqui e aqui). Cheguei a criar um VLT  na Perimetral (clique aqui) que, aliás, ainda acho que seria muito interessante e útil para os cidadãos.

Em frente à Praça XV

Em frente à Praça XV

Arcenal de Marinha e Baía de GB

Arsenal de Marinha e Baía de GB

Pois bem, nesta sexta dei o meu último “passeio” pela Perimetral.  Era este, até então, o meu caminho diário para o trabalho desde o século passado.

Obras do Museu do Amanhã e Transatlântico

Saída para a Pr. Mauá – Obras do Museu do Amanhã e Transatlântico

Agora só me resta torcer para que a fortuna que gastamos para derrubar esta via nos traga, pelo menos, o alento de uma melhora substancial para a região.  Alguma coisa que nos faça esquecer o desperdício e o sofrimento de um trânsito caótico por tantos anos.

Que não fiquem somente as mazelas das enormes torres e aglomerações de edifícios que serão construídas, segundo a prefeitura, para pagar a conta. Que as pessoas, e não só os grandes empreendimentos, lucrem com esta história.

Não quero ser pessimista mas, para quem defendia a vista para a baía de Guanabara, aquele monstrengo de vidro ao lado do INTO não é um bom começo.

O INTO e o monstro

O INTO e o monstro vistos da Linha Vermelha

Fotos by Cariocadorio, Janeiro de 2014

Anúncios

Rio – Brasília, 1960

11 de janeiro de 2014
Aluisio e o Palácio da Alvorada

Aluisio e o Palácio da Alvorada

Inaugurada em 21 de abril de 1960, Brasília era o símbolo do progresso da nação brasileira.  Junto com a nova capital, o presidente Juscelino Kubitscheck  construiu estradas e viabilizou a emergente indústria automobilística brasileira.

Aluisio e Chico no Senado

Aluisio e Chico no Senado

Neste novo cenário econômico e social do país teriam participação relevante três amigos, parceiros de aventuras e empreendimentos:
Aluizio Lemos, Chico Brentar e Roberto Rombauer.

Os três fizeram uma épica viagem para participar da inauguração de Brasília.  A estrela do companhia não era um dos modernos VW ou DKW construídos no Brasil mas sim um belo Mercedes 170S, 1950, que pertencia ao Chico Brentar.

Consertando a Mercedes

Consertando a Mercedes

Apesar da marca famosa, não foram poucas as dificuldades encontradas pelo carrinho e pelos intrépidos aventureiros para chegar em Brasília.  A novíssima BR-3 (atual B4-040) não tinha postos de gasolina suficientes para cobrir longos percursos particularmente para atender à autonomia do carro que era pequena.

Aluisio Lemos no posto com o Mercedes

Aluisio Lemos no posto com o Mercedes

Pane seca na BR-3

Pane seca na BR-3

1507982_708559752501509_1347497822_n

Apreciando o cerrado

Fotos e história pertencentes a Gustavo Lemos, filho do Aluisio Lemos, a quem agradecemos a gentiliza de autorizar a publicação deste post.   Brasília (1960).